A melhor maneira de predizer o futuro é criá-lo.” Peter Drucker

Na atual economia que vivemos, ou nos tornamos “executivos” de nossas próprias carreiras ou estamos fadados ao fracasso. Saindo do universo intrabucal, consultórios são empresas vinculadas ao setor odontológico. Por definição, carreira pode ser considerada como o “pedaço” da nossa vida que dedicamos ao trabalho e como profissionais liberais que somos, passamos a ser os gestores de nossas carreiras e temos a obrigação de buscar e aceitar eventuais mudanças. Reinventar sua carreira implica em imprimir uma marca particular que deve ultrapassar as dimensões de seu consultório. Em outras palavras, desenvolver o pensamento estratégico, ampliar possibilidades e realizar cada vez mais coisas que façam a diferença nas empresas e na vida de outras pessoas.

Quais seriam então algumas das principais características dos Dentistas do futuro?

01 – Capaz de resolver desafios – Durante nossa atividade profissional estamos constantemente sendo testados a enfrentar desafios. Estes são os momentos em que mudamos e crescemos como pessoas. Ter flexibilidade adaptar-se ao que os clientes estão pedindo e as regras que o mercado está nos impondo proíbe ações de improviso. O poder está nas mãos do cliente! Devemos procurar ter ações especiais para cada categoria de cliente. Em que nicho de mercado você está inserido? Resolver desafios implica em fazer com que seu consultório ande com suas próprias pernas. Nada de centralizações. É necessário ter uma equipe treinada, qualificada e de confiança. Enfim, resolver desafios representa fixar o conceito de Odontologia Extrabucal, sair de dentro da caixinha e tornar-se gestor de sua carreira num sentido mais amplo e por que não dizer holístico.

02 – Fortes conhecimentos financeiros – Quanto tempo você dedica para pensar, de fato, no seu dinheiro? Uma das características dos profissionais de saúde é falta de organização financeira. Dedicar parte do tempo procurando relacionar as finanças pessoais com as finanças da empresa sem misturá-las é um poderoso ponto de partida. Invista em cursos e busque esta qualificação visando estruturar uma estratégia para o crescimento da empresa. Final/início de ano são momentos ideais para você “olhar” para sua empresa, ver o que conseguiu e produziu no ano anterior e estabelecer metas para o ano que chega. Para longo prazo fica a sugestão de reservar parte do que se ganha para um futuro onde o trabalho possa seu uma opção e não uma obrigação e você possa conquistar sua independência financeira. Independência financeira não quer dizer ficar rico, mas sim poder um dia ter a opção parar de trabalhar e continuar mantendo o mesmo padrão de vida. Em números, quanto se sugere guardar para atingir esta independência? 8% a 10% de sua renda se você tem 40 anos de trabalho pela frente e 15% a 20% de sua renda se seu prazo for inferior a 20 anos.

03 – Altamente comunicativo – Antes de abrir a boca de seu cliente e planejar como tratá-lo, converse com ele, entenda qual sua necessidade, mostre que serviços você e sua empresa podem oferecer e demonstre conhecimento para que um pensamento de confiança e credibilidade possam ser estabelecidos. Se fizer sentido para você, estabeleça uma conexão ou rapport com seu cliente. Rapport é uma palavra de origem francesa que significa “relação” que representa gerar empatia, ou seja, uma relação de confiança e harmonia dentro de um processo de comunicação no qual a pessoa fica mais aberta e receptiva para interagir, trocar e receber informações e em especificamente num consultório fechar um plano de tratamento proposto.

04 – Especialista em negociações – O Dentista quando forma o preço de um serviço teima em achar que é só pegar uma tabela padronizada tipo VRPO (Valores Referenciais para Procedimentos Odontológicos), listar o que vai fazer e somar. Tem ainda os profissionais que fixam paradigmas “jurássicos” obtidos na graduação de que uma prótese feita no consultório deve custar X (de 3 a 5) vezes o preço do laboratório. Ao entrarem no processo de negociação, muitos pensam em cobrar R$ 1.000,00, falam para o cliente R$ 800,00 e ainda dão 10% porque também ouviram na graduação que esta e a resposta padrão se o cliente quiser parar a vista. Lembre-se que estes 10% podem representar o iogurte na vida de vocês. Tudo isso está relacionado à falta de experiência em negociações e ao medo de deixar de vender o serviço. Somente sabendo quanto custa o seu serviço é que o Dentista poderá perder este medo, e passar a pensar e planejar de forma estratégica. Não dá para imaginar, tem que saber! Queridos leitores, tabela não é regra! Como dois locais com realidades gerenciais diferentes podem usar uma tabela padrão? Por exemplo, em gestão estratégica de custos se dois dentistas dividem carga horária e gastos de um consultório (50/50) onde um é casado e tem dois filhos e o outro é solteiro e mora com os pais os cenários de formação de preço são muito diferentes. Afinal de contas, sua vida pessoal, representada pelo termo pro-labore é um poderoso e decisório componente da sua precificação. Complementando, em muitos consultórios que tem se encontram em desequilíbrio entre receitas e gastos, a solução emergencial começa para redução das despesas pessoais. Isso faz sentido para você?

Portanto, planeje sua carreira imaginando cenários possíveis e o que você pode fazer para melhorá-la. Seja pró-ativo, assuma o controle de sua vida, entenda que é você quem realmente vai gerar um resultado no seu futuro, em vez de reclamar e passar a responsabilidade para os outros. Pessoas pró-ativas acostumam-se com responsabilidades e não ficam colocando a culpa por seu comportamento em circunstâncias externas. Se você não pode interferir no mercado, então conheça seu próprio negócio. Que tal começar pensando estrategicamente, traçando e escrevendo objetivos para cinco anos. Como você pretende estar como profissional e pessoa em 2020?

____________________

 

Flávio Ribeiro

Coach e Consultor PenseFar Coaching Financeiro; Master Coach e Analista Comportamental pelo Instituto Brasileiro de Coaching com certificação pela European Coaching Association – ECA e Global Coaching Community – GCC; MBA Executivo Gerência de Saúde pela ISAE FGV; MBA Gestão de Serviços de Saúde pela UFF–RJ; Graduado em Odontologia; Mestre em Gestão e Economia da Saúde na UFPE.